Páginas

terça-feira, 10 de julho de 2012

Toupeira-dourada-Marley (Amblysomus marleyi)

ESPÉCIE: 000.003.
                     "CAIXA TAXONÔMICA"
02: - Afrosoricida:
02.1: - Chrysochlorídeos:
02.1.1: - Amblysomus:
02.1.1.3: - Toupeira-dourada-Marley (Amblysomus marleyi).

ESTADO DE CONSERVAÇÃO: EN - Em Perigo.

               A Toupeira-dourada-Marley (Amblysomus marleyi) é uma espécie de Mamífero pertencente à Família Chrysochloridae. É endêmica da África do Sul, onde é conhecida de duas localidades isoladas (Ubombo e Ingwavuma) nas escarpas leste das montanhas Lebombo, em KwaZulu-Natal. Possivelmente entende-se ao sudoeste da SuazLândia ao longo das montanhas Lebombo.

Habitat:
               Seu Habitat natural é florestas nativas e pastagens úmidas, e também de Jardins. Foi classificado como "Em Perigo" na lista vermelha de espécies ameaçadas. As principais ameaças que enfrenta é a degradação de seu habitat, seja através de pastoreiro por gado ou a remoção da vegetação para lenha e urbanização.

Características:
                   Toupeira-dourada-Marley (Amblysomus marleyi) tem o corpo compacto e ágil, uma cabeça em forma de cunha, de focinho apontado e elegante, sua pele úmida e escorregadia. As partes superiores são de uma coloração castanha-avermelhada-escura, e na parte baixa com faixas marrons maçante para laranja-acastanhado. Ele possui ombros musculosos com patas dianteiras curtas e com fortes e poderosas garras usadas para escavação. A Terceira garra é bem larga, não havendo a quinta e apenas um pequeno vestígio do primeiro e do quarto. Os membros posteriores com todos os cinco dedos colados para permitir a remoção para trás, da terra escavada pelos membros dianteiros, com grande eficiência.
                  A toupeira-dourada-Marley (Amblysomus marleyi) não possui ouvidos externos e os seus olhos são cobertos por pele cabeluda, havendo apenas o vestígios. O peso é de 30 a 34 gramas.

Faixa de Habitat:
                      Esta espécie é conhecida apenas em duas localidades isoladas nas encostas orientais da Cordilheira Lebombo em KwaZulu-Natal, África do Sul. Pode ser mais difundida do que isso como restos das espécies foram identificadas pelotas de coruja 250 quilômetros ao sudoeste de sua amplitude conhecida. Ela é encontrada principalmente em florestas nativas e pastagens úmidas, mas as vezes também nos jardins. As principais ameaças que enfrenta são a degradação do habitat.

                     Não há outras fotos paa esta espécie!



Vídeos da Espécie:

video

video

MAMÍFEROS
Jisohde G. Posser
120710

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado Por comentar!
Volte sempre para dar uma expiadinha...